segunda-feira, 16 de abril de 2018

Aumento na conta de luz novamente

Entra ano, sai ano, e os reajustes nas contas de luz dos consumidores brasileiros aumentam escancaradamente acima da inflação. E é justificado, no jargão tecnocrata, como “necessário para manter o equilíbrio econômico financeiro dos contratos das distribuidoras”. O que significa no bom português “garantir lucros exorbitantes, extorsivos para as distribuidoras a custa do consumidor”. Um exemplo para ilustrar, dos muitos existentes pelo Brasil afora sobre este descalabro, aceito ainda passivamente pela sociedade brasileira, é o caso da Companhia Energética de Pernambuco. Segundo ação recentemente ajuizada contra estes aumentos abusivos na tarifa elétrica, no ano 2000, a tarifa teve um reajuste de 195,46%, para uma inflação correspondente neste período de 115,21%. Ou seja, as tarifas aumentaram 80,25% acima da inflação. Foto: Firmino Caetano Junior. Heitor Scalambrini Costa. Professor 

Nenhum comentário:

Postar um comentário